* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

06/04/2007

... querida Alma irmã da minha


...querida Alma irmã da minha
Flor e lágrimas
é bela
A passagem onde flutuo
Leve...
Busco uma razão para viver

busco a pedra
Eu a busco a muitos séculos
_Querida Alma irmã da minha
segura a minha mão
sinto medo...
caminha comigo
Está escuro

Somente aqui,

Nestas profundezas
pude perceber a finitude das paixões e
a amplitude do amor
Desse amor que foi o único
Bem que possuí
O ar, o mar, o céu, a lua
As estrelas, as lágrimas...

e a dor, irmã.
Seu coração está junto ao meu
sinto-o como um tambor
ritmando os meus passos
cadenciando meu corpo etéreo
não mais aquele corpo
evanescente
Orgulho e gozo
Desço cada vez mais
em busca da pedra
Dessa vez terei sucesso?
Dizem que a pedra também nos busca
Estou fraca e
Penso em desistir
Mas sua presença me anima
Conforta

Será que permitirão que eu volte
será que posso lidar com a perda
dessa luz que é a lembrança
Há um portal fulgurante
Vejo-o ao longe
Vamos atravessar?
O que nos espera depois?
_Não sei...
O retorno é cada vez mais improvável

Você teve a chance de Ser
de atuar e contemplar
irmã, seja forte
eu sei onde a pedra está
e sei que o aprendizado se dá por meio da busca
Busque
Sim
aceito
E preciso dizer-te que
Valeu viver
Valeu morrer e
Vale estar aqui,
neste limbo que me força ver

quem realmente sou
Onde nada tenho a ganhar e
nem a perder
aqui também não se barganha irmã

Brilha, lancina
Cintila

a pedra está perto
Daqui pra frente eu sigo só...
Obrigada!
Nos reencontraremos
laços permanecem pela eternidade
Há caminhos que precisamos percorrer
Retornar à superfície
compreendeer o sentido

da pedra...
Re- viver
Re- nascer
Ser



by renata bomfim

Nenhum comentário: