* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

11/09/2007

Digam NÃO ao circo que explora animais....

Olha meu povo, vamos fazer alguma coisa?

Circo do Beto Carreiro- o explorador- Mor, vergonha nacional!!! e de pensar que ainda tem gente que acha esse sujeito o máximo... que falta de consciencia.


Tirei essa foto em Porto Seguro, o circo era um lixo, uma sujeira, tudo velho e os bichos trancafiados até a hora do "show".

Eu gritei no centro de Vila Velha esta semana, me esgoelei, "seus exploradores", "malditos", "bota a mãe no caminhão"... acho que pensaram que eu estava louca... e riram da minha cara... mas não aguentei, quando vi o caminhão carregando um elefante, o pobre espremido, sob um sol desgraçadamente quente, sendo seguido por um outro desgraçado poluidor sonoro carro de som, Pavaroti perdia para mim, soltei a voz!
Estavam convidando para o "espetáculo", o circo que estava armado no pátio da Chocolate Garoto ( já entrei em contato com eles- (eles não responderam e nem vão responder). Como pode uma empresa como a Chocolates Garoto (nestlé) apoiar uma barbaridade dessas e falar em responsabilidade social e ambiental?
Falei para eles, acho que eles não sabem, sob quais condições estes animais são capturados, geralmente bem novinhos, suas mães são mortas, e eles são adestrados com crueldade para que vistam saiote, levantem a pata e façam o mediocre homem rir.
De dia os animais são os "garotos propaganda" do circo, "iscas", para que inbecis alienados venham ao circo, e a noite precisam trabalhar no circo... que vida desgraçada a destes animais!
Por favor, vamos nos manifestar, um gesto pelo menos, botem no jornal, escrevam para as ouvidorias das empresas, quem não respeita os animais não precisa de atestado de bons antecedentes, já se sabe de cara que não presta.
é isso
renata

7 comentários:

Cacau disse...

Apoiada!

Letícia Ludwig Möller disse...

Renata,
feliz em encontrar teu protesto, do qual compartilho intensamente.
Fui a um circo, na Europa, algum tempo atrás. Tive que sair ao final do primeiro tempo, não consegui agüentar. Animais maravilhosos reduzidos ao ridículo pelo riso medonho e pelo senso de divertimento espantoso de nós animais humanos.
Um abraço, e grite!
Letícia.

renata disse...

Oi letícia, obrigada por visitar o letra e fel, vc é de onde?
Fico feliz em saber que outras pessoas que compartilham este pensamento e amam e respeitam os animais.
Volte sempre, será um prazer!!!
Beijos
Ps: valeu Cacau (Helena) espero vê-la em breve na UFEs.

Letícia Ludwig Möller disse...

Oi Renata,
sou de Porto Alegre, atualmente morando na Italia onde realizo meu doutorado.
Te convido a visitar meu blog,
www.efemerasletras.blogspot.com
Um beijo, e vou ficar de olho por aqui.

Letícia Ludwig Möller disse...

Cara Renata,

obrigada pela visita ao meu blog e pelos comentários. Pensei em te enviar um e-mail para podermos conversar melhor, mas não encontrei. Por isso escrevo aqui.
Descobri que temos interesse por alguns temas comuns.

A bioética, para te responder sinteticamente, é um âmbito de reflexão que surgiu no início dos anos 70, diante de um contexto de avanços científicos e biotecnológicos até então sem maiores controles e limites. A bioética aborda questões variadas, principalmente relacionadas à saúde humana e ao uso das tecnologias, como as questões do início e do fim da vida, mas também dirige sua reflexão aos temas ambientais. Atualmente estou escrevendo minha tese de doutorado, que tem uma primeira parte de “teoria geral” da bioética, onde estabeleço de quais pressupostos eu parto, e uma segunda parte que enfoca a questão das manipulações genéticas e do estatuto do embrião humano.

Fiquei curiosa para saber mais sobre esta poeta, Florbela Espanca, que não conheço.

Gostei de saber do teu trabalho em arteterapia com doentes mentais. Deve ser muito gratificante. Penso no futuro em escrever sobre o tema dos doentes mentais a partir do direito. Quem sabe poderíamos trocar idéias.

Tu me comentaste que pretendes fazer teu doutorado na área de educação ambiental. Eu também quero desenvolver um projeto sobre educação para a cidadania, aí incluindo certamente a questão ambiental (hoje mais importante do que nunca), além da educação para os direitos humanos.

Por isso, penso que poderia ser interessante mantermos um contato, ao menos para a troca de idéias e/ou bibliografia.

Um abraço,

Letícia.

PS: desculpa o tamanho da mensagem, e obrigada por incluir meu blog aí na tua morada!

renata disse...

Letícia, este é o meu email pessoal, pode escrever diretamente para renatabomfim@terra.com.br.

Já respondi seu email por lá,
adorei ter te encontrado...
abraços
renata

Anônimo disse...

acho que você queria dar para os cara do circo sua vaca,sai falando mal dos circos sem nem saber dos animais acha que um blog de patricinha deste vai defamar o pessoal de circo sua cachorra...