* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

04/05/2008

uma prosinha desabafatória...

Acordei me achando um babaca, sem vontade fazer muita coisa e com um sentimento estranho de pra quê? O Flamengo acabou de ganhar o campeonato. Na rua, o povão tá doido, tem buzinaço, bebedeira, êxtases transcendentais... Meus gatos estão embaixo da cama com medo dos fogos. Eu também estou com vontade de entrar embaixo da cama, mudar de ares, visto que passei todo o dia sobre ela. É bom mudar o foco de vez em quando, olhar a vida por um outro ângulo... E a gente fica se sentindo babaca², tentando conscientizar a vizinha de que a árvore (frondoosaaa) que está levantando a sua imponente calçada, não deve ser cortada. E a gente fala: "minha senhora, a prefeitura corta só as raizes, é só dar um telefonema e agendar, aí fica tudo resolvido", e ela responde: "essa árvores nem era para estar aí, tem que sair". E a prefeitura vem e corta a árvore. Vai a árvore e fico eu babaca³... Deve existir algum analgésico para isso, certamente que deve existir, que anestésico o povo anda tomando? observo a grande maioria das pessoas numa catatonia, nem aí para o fato de que em 2100 já não existirá mais a Floresta amazônica, bem, a mata Atlântica já se foi, prognóstico do super-computador americano que faz previsões acerca das devastações provocadas pelo homem a natureza. Eu acredito que a Amazônia e o resto também vai se acabar bem antes disso , vai virar ou etanol, ou soja, ou eucalípto, sei lá. Então, vamos todos deixa cortar, poluir, degradar, eu vou deixa o homem dessa vez, caçar todos os animais do nosso sitiozinho, e para completar o serviço, cortar os pés de palmito, os pés de chachim e alguma madeirinha para o fogo. Deixa o pobre ganhar um dinheirinho, afinal, o que importa hoje além de faturar uma graninha? Já me alertaram, CUIDADO com ele, ele é perigoso... Todo esse ódio só porque eu fui á policia ambiental? Não entendo. Pois é amigos, amanhã será um novo dia... O quê? Quanto ao flamengo e ao botafogo? Eles que se fodam! assinado: babaca.

2 comentários:

Leticia M. disse...

Renata,

não tem jeito, a gente tem que fazer o nosso domingo, a nossa segunda-feira, a nossa semana... a nossa vida. Fazer do nosso jeito (e danem-se os outros) - contra toda a estupidez humana, contra as almas ralas, contra a mesmice, a indiferença e o egoísmo. Não é fácil, dá vontade realmente de ir para debaixo da cama (quantas vezes não quis e quero a mesma coisa!). Mas acho que viver ao nosso modo, persistir nisso e não desanimar, é uma forma de resistência.
Sei lá... talvez eu hoje esteja um pouco otimista demais...

Vai para ti um desabafozinho meu, de alguns meses atrás, publicado no blog:

BOM SENSO (DEZ SEGUNDOS DE DESAFOGO)

“Em tempos de (muitos) muitos para camuflar o nada,
em tempos de exageros a derrotar o que é simples (natural),
em tempos de ruído para espantar o (incômodo) silêncio,
em tempos de opulência para disfarçar a alma (rala),
em tempos de fanatismos a soterrar o razoável (justo) meio,
em tempos de extravagâncias consumistas já normalizadas
a (tentar) calar o tédio que se instaura...

... ah, a falta que faz o bom, o velho senso!”

Beijos,
Letícia Möller.

renata disse...

Olá Letícia, que bom receber sua visita... Muito bom teu texto, concordo com vc quanto a falta que faz o bam senso nos dias atuais... Pós-desabafo volta o otimismo, a fé em que tudo vai melhorar, afinal se precisamos ter alguma crença, que seja nesse sentido.e o doutorado como vai?
abraços