* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

15/07/2008

Consumo consciente

Amigos,
Que coisa mais triste é ir no supermercado/ padaria/ qualquer buteco e ver as pessoas utilizando sacolas plásticas indiscriminadamente. Penso que não é por não se importarem com as questões ambientais, mas por ignorância. De alguma forma elas pensam que o lixo desaparece pelo simples fato de desaparecer de suas vistas. É o virus da indiferença e do "isso só se aplica aos outros".
Estou fazendo o seguinte:
Pego um carrinho de compras e dentro dele coloco uma daquelas cestinhas de carregar na mão, lá dentro eu coloco as frutas, as verduras, os legumes. Não há necessidade de utilizar as sacolinhas para logo depois, no caixa, colocá-las de novo dentro de outras sacolas e ao chegar em casa, ao guardar as compras, enviá-las todas para o aterro sanitário, para lá permancerem por mais de 400 anos. É tão simples, faz tão bem esse gesto de boa vontade. Outra coisa que costumo fazer é pegar uma caixa de papelão e destinar as frutas, legumes e verduras, aí não é preciso nem utilizar as sacolas que ficam no caixa. Na padaria a mesma coisa, nada de sacola, não há necessidade...
Quando eu trabalhei na prefeitura de Vila Velha, na secretaria de saúde, um amigo me disse: "Renata, Saúde se faz com sabão e boa vontade", se referindo aos estabecimentos que visitávamos como fiscal de saúde pública, cada restaurante, bar, clínica médica, motel, etc, que ganhavam nota máxima em sujeira. Enfim, vamos adotar um modo de viver mais ecológco, não porque está na moda (graças a Deus), mas porque não podemos fazer diferente, porque amor a terra, a vida, aos animais e a nós mesmo.
Um pensador que gosto muito o Edgar Morim fala que o homem não é um "pós-primata", mas um "super-primata" que desenvolveu variada habilidades, que "sua identidade biológica é plenamente terrestre uma vez que a vida emergiu da terra, de misturas química terrestres em águas turbilhonates e sob céus de tempestades". O homem e a terra são indissociaveis, mesmo que este, ilusioriamente, se veja separado e superior a ela. Morim fala mais, ele nos diz que "os átomos de carbono necessários a vida na terra, se formaram na forja furiosa de sóis anteriores ao nosso e bilhões e bilhões de particulas que constituem o nosso corpo nasceram ha 15 bilhões de anos, nos primórdios irradiantes do universo". Pois é amigos, que viagem, além de capixaba sou uma cidadã da terra e do também do cosmo. Que visão limitada nos mantém presos impedindo vislumbrar todo esse horizonte... Bem, é isso.

2 comentários:

Luis Eustáquio Soares disse...

salve, querida amiga, renata, de bom-nascimento, que somos mesmo a imprópria tragédia; e quanto mais civilizados, mais dotados de bom-gosto, mais inteligentes, mais sensatos, mais elegantes, mais somos a peste-mor, genodiversidades, e aí não há alteridade que agüente.
beijos e saudades
luis

renata disse...

Oi Luis, que honra receber tão ilustre visita!!!! Obrigada pelo comentário, sempre inteligente e inusitado.
Abraços