* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

10/10/2008

O que acontece com o saquinho que "ingenuamente" pegamos nos supermercados , padarias, feiras...?


Amigos,

os saquinhos que "ingenuamente" pegamos nos supermercados, nas padarias, nas feiras..., são arrastados para diferentes lugares do planeta, até os mares, lagos, rios... Eles encontram caminho para o mar em bueiros e encanamentos, já foram encontrados sacos plásticos flutuando ao norte do Círculo Ártico, e também muito mais ao sul, nas Ilhas Malvinas. Os saquinhos plásticos se fotodegradan: com o passar do tempo se decompõe em petro-polímeros menores e mais tóxicos que finalmente contaminarão os solos e as vias fluviais. Como conseqüência, partículas microscópicas podem entrar para a cadeia alimentar. O efeito sobre a vida silvestre tem sido catastrófico. As aves ficam presas e cerca de 200 diferentes espécies de vida marinha, incluindo baleias, golfinhos, focas e tartarugas morrem por causa dos sacos plásticos e morrem depois de ingerir os sacos plásticos, que confunden com comida.
A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos divulgou que são consumidos anualmente entre 500 bilhões e um trilhão de sacos plásticos ao redor do mundo. Menos de 1% dos sacos é reciclado. É mais caro reciclar um saco do que produzir um novo. Processar e reciclar uma tonelada de sacos custa U$ 4000. A mesma quantidade de sacos é vendida no mercado de matérias-primas a U$ 32”. Os sacos plásticos são feitos de polietileno: um termoplástico que se obtém a partir do petróleo, reduzindo o uso dos sacos plásticos diminuirá o consumo de petróleo, recurso não renovável que gera tantos conflitos... A China economizará 37 milhões de barris de petróleo por ano graças à proibição dos sacos plásticos gratuitos, e tem gente que ignora tudo isto… O que podemos fazer?
Se usamos uma bolsa de tecido, podemos economizar em torno de 6 saquinhos plásticos por semana, 24 sacos por mês, 288 sacos por ano, 22.176 sacos ao longo da vida. Se apenas 1 de cada 5 pessoas neste país fizesse isso, economizaríamos 1.330.560.000.000 sacos plásticos durante nossas vidas. É questão de fazer um pequeno esforço e logo a gente se acostuma a levar a sacola de pano às comprascomo era antigamente...

Bangladesh proibiu os sacos plásticos, a China proibiu os sacos plásticos gratuitos, a Irlanda foi o primeiro país da Europa a cobrar impostos sobre os sacos plásticos em 2002. Desta forma, reduziu o consumo em 90%, Ruanda proibiu os sacos plásticos em 2005, Israel, Canadá, Índia, Botswana, Quênia, Tanzânia, África do Sul, Taiwan e Singapura também proibiram ou estão em vias de proibir os sacos plásticos. Em 27 de março de 2007, São Francisco tornou-se a primeira cidade dos EUA a proibir os sacos plásticos.

2 comentários:

eder ribeiro disse...

Renata eu faço minha parte, em feiras eu já recuso o saco plástico há muito tempo, sempre separei o meu lixo, só o orgânico é recolhido pela empresa de lixo, o restante eu doou. Infelizmente no supermercado não temos opção. bjos.

Luiz Bittencourt disse...

Olá Eder, que prazer falar com vc, obrigada pela sua visita...
OLhe, temos matutado em como fazer para evitar o saco plástico no acondicionamento do lixo...
a diminuição já é uma realidade, já não pego mais saco plástico no supermercado e padarias, mas como fazer para não utilizar para destinar o lixo para a coleta... se tiver alguma idéia, me ajude
abraços
re