* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

24/05/2010

Não- materialidade

Eu-pedra preciso cindir,
quebrar,
partir,
fazer-me em mil,
mas não posso.
Seria mais fácil cultivar a glória que,
sob o sol, é vã.
Eu-água preciso derramar-me,
fluir,
inundar,
mas não posso.
Seria mais fácil empoçar-me em desejos
e vontades sem sentido que,
sob o sol,
são apenas vaidades.
Eu-planta poderia florir,
nutrir,
multiplicar,
mas não posso.
Seria mais fácil entregar-me
ao egoísmo parasita
que corrói e intoxica.
Sim, seria mais fácil escutar a voz
de um eu enganoso
que cala vozes entusiastas,
mascarando a verdadeira identidade
a cósmica
Eu superior, big bang latente
de ações de paz e de solidariedade.
Eu-não-eu, Tu!
Que brote de nós a luz necessária.
Que saltem das cabeças e dos corações
de homens e mulheres, letras benditas e
que elas confluam em espaços de bem-dizer.
Que dessa união nasça austero o outro ser,
que chegue desfazendo maus entendidos.
Que surja um novo tempo de brotação sobre terra
para acabar com a fome de sentido,
que brote Poesia, canto de paz
para uma nova era.

bairenatabomfim

3 comentários:

Mosntrinha disse...

Que poema inspirador!
Que as palavras nele escrita sejam sementes para a Poesia que ele anseia ver florescer!

Renata Bomfim disse...

obrigada da pelo carinho!!!
Abraços
renata

Van disse...

Olá! Tenho minhas raizes plantadas aqui no campo, mas gosto de ler poemas de gente inteligente, e encontrei nesse site o que procuro, e o que tenho aprendido devo a pessoas assim, como vcs, obrigada! Fiquei feliz com o teu comentário sobre as minhas uvas benitaka.*Beijo*