* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

12/08/2010

O fabuloso destino de catarina

 "Onça resgatada na Amazônia vira 'estrela de cinema' e ganha abrigo em Goiás" ( reportagem que li em um jornal de circulação nacional)

O 'fabuloso' destino de Catarina

A onça Catarina foi 'resgatada'
da Amazônia, imaginem, coitada!
Aquele matagal à perder de vista...
Dizem que 'teve a vida transformada,'
e agora,  será 'estrela de cinema'!
Será rainha na, já preparada, jaula de ouro.
Não precisará mais caçar,
lhe fizeram um outro grande favor:
escolheram o seu parceiro, o seu amor,
com quem  formará 'lindo par'.
Catarina precisará, apenas,
responder aos anseio alheios:
acasalar, procriar...
Fuc, fuc, fuc... o dia inteiro...
Disseram que Catarina 'é dócil':
-Não haverá problemas!
Mas, e se um dia, por acaso,
Catarina se rebelar e, enfurecida,
rugindo liberdade, arranhar a carne alheia,
com suas patas de poderosas guerreira?
Suponhamos, que ela decida que
 prefere a selva, o mato, a vastidão...
 onde pode correr, pular,  arranhar as árvores..
E se ela preferir caçar, e antes de comer
 brinçar com a presa?
Terão, estas mesmas 'gentis almas',
a mesma consideração?
A tragédia 'moderna' e seus atos,
atores ambíguos, simulacros...
Quem é quem, meu amigo?
quem é mocinho? quem é bandido?
O que e quem ganham com isso?
E a plátéia, anestesiada, bate fracas palmas,
e não tem força para um grito.

bairenatabomfim

8 comentários:

Luis Eustáquio Soares disse...

olá, renata, e que sejamos todos onças e que não nos resgatemos como humanos civilizados e que a floresta seja nosso norte..
b
luis de la mancha

formaxima.com disse...

Renata passei para conhecer seu blog ele é not°10, show, espetacular desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
Um grande abraço e tudo de bom
Ass:Rodrigo Rocha

Renata Bomfim disse...

OLá amigos Lui e Rodrigo, obrigada pelo carinho! Voltem outras vezes é sempre uma alegria recebê-los.
Renata

Renata Bomfim disse...

OLá amigos Lui e Rodrigo, obrigada pelo carinho! Voltem outras vezes é sempre uma alegria recebê-los.
Renata

Renata Bomfim disse...

OLá amigos Lui e Rodrigo, obrigada pelo carinho! Voltem outras vezes é sempre uma alegria recebê-los.
Renata

juliete oliveira disse...

Oi, Renata sabes que catarina é um nome poderoso e que caiu como uma luva na onça, mas já pensou que podem estar cutucando onça com vara curta? Veja lá no in-di-gestao, o O DRAGÃO DA MALDADE CONTRA O SANTO GUERREIRO, tentei de mandar mais voltou a mensagem.
http://www.in-di-gestao.blogspot.com/

Beijão

Cristina Gianni disse...

oi Renata, só hoje vi o poema que você fez. Sou a responsável pela onça Catarina. Infelizmente, Catarina viveu práticamente em uma caixa, após crescer um pouco. Animais assim, nunca podem retornar para a vida livre. Não tiveram o ensinamento essencial de suas mães, com as quais convivem durante dois anos, aprendendo a viver na floresta. Catarina e Chico ainda brincam muito,mas, não se reproduz onças em cativeiro, a não ser que seja absolutamente necessário. Infelizmente, a imprensa não é muito fiel ao que se diz em uma entrevista. Formam sim, um belo casal (da mesma origem do bioma amazônico),como um tesouro genético de reserva de uma espécie quase extinta. Um grande abraço, Cristina Gianni

Cristina Gianni disse...

oi Renata, só hoje vi o poema que você fez. Sou a responsável pela onça Catarina. Infelizmente, Catarina viveu práticamente em uma caixa, após crescer um pouco. Animais assim, nunca podem retornar para a vida livre. Não tiveram o ensinamento essencial de suas mães, com as quais convivem durante dois anos, aprendendo a viver na floresta. Catarina e Chico ainda brincam muito,mas, não se reproduz onças em cativeiro, a não ser que seja absolutamente necessário. Infelizmente, a imprensa não é muito fiel ao que se diz em uma entrevista. Formam sim, um belo casal (da mesma origem do bioma amazônico),como um tesouro genético de reserva de uma espécie quase extinta. Um grande abraço, Cristina Gianni