* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

28/08/2010

Waldo Motta por ele mesmo

Amigos, esta biografia foi escrita por Waldo Motta, sem dúvida,  um dos maiores poeta do nosso tempo. que abrilhantou o seminário do autor capixaba (Bravos companheiros e Fantasmas)
Nasci em Boa Esperança-ES, em 27.10.1959, sendo Edivaldo Motta o meu nome de batismo. Sou poeta, escritor e outros babados. Fiz teatro amador, em São Mateus-ES. Quis ser jornalista (UFES), mas a falta de emprego e moradia, dinheiro e apoio me obrigou a abandonar o curso, e virei autodidata.
XXXX Trabalhei menos de um lustro no Departamento Estadual de Cultura do Espírito Santo, primeiro como Animador Cultural, ministrando oficinas literárias; depois, como Assistente de Direção, na chefia da Divisão de Ciências Humanas e Literatura.
XXXX Quase virei militante do gay lib e do movimento negro; quase fui a Amsterdan e Nova York, a trabalho; quase ganhei um prêmio Jabuti, em 1997, com o livro Bundo e outros poemas (Campinas: EdiUNICAMP, 1996), e quase sucumbi à paixonite juvenil pelo teatro, que me deixou seqüelas no estilo de escrever e declamar.
XXXX Recito em escolas, teatros, bares, praças, etc. Pesquiso e ensino o que sei de símbolos, mitologia, hebraico, guarani, numerologia, Cabala e quejandos, interpreto sonhos e ministro oficinas literárias. Traduzi algumas passagens bíblicas do original hebraico, segundo os parâmetros da transdição, técnica que faz parte do estilo-método de leitura, interpretação e criação poética, literária e artística, que inventei e chamo de estilo-método paraclético, isto é, apocalíptico, escatológico. Isso quer dizer que fundei uma arte anticríptica, que é, ao mesmo tempo, ciência e religião.
XXXX Estudo a mitologia, a religião e a linguagem dos nossos indígenas, mormente o povo guarani, buscando subsídios para a construção de uma nova poética, já esboçada no livro Bundo, e para a criação de um novo livro provisoriamente intitulado Terra sem mal.
XXXX Alguns críticos literários afirmam ser Valdo Motta um dos mais importantes poetas brasileiros na última década do século XX e na atualidade.
XXXX A partir da publicação do livro Recanto (poema das 7 letras), em 2002, troquei o V pelo W em meu nome, e passei a assinar minhas obras como Waldo Motta.
XXXX Aprofundando meus estudos cabalísticos, a partir de 1999, comecei a estudar os anagramas e a escrever poemas anagramáticos, desenvolvendo novas técnicas literárias e poéticas, já divulgadas na Universidade de Munique, Alemanha, Universidade da Califórnia, em Berkeley, Universidade de Stanford, Palo Alto, Estados Unidos. Recentemente, cheguei à conclusão de que estou invadindo o campo da matemática e da física quântica.
XXXX Em 2000, ganhei do Landeshaupstadt München Kulturreferat (Departamento de Cultura de Munique) uma bolsa e uma estadia de três meses (Novembro 2001-Janeiro 2002) na Alemanha, na Villa Waldberta, uma residência para artistas de relevância no cenário internacional, situada à beira do Lago Starnberger, de frente para os Alpes, na Baviera, nos arredores de Munique. Fui indicado pelo Instituto Goethe, de São Paulo, e concorri ao prêmio com candidatos de 40 países.
XXXX Ganhei outra bolsa, do Instituto Goethe, de São Paulo, para fazer o curso básico da língua alemã, no Instituto Goethe, da Sonnenstrasse, em Munique, onde convivi por vinte dias com estudantes de vários países, recitei e cantei poemas na sala de aula.
XXXX Em seguida, fui convidado pela Universidade da Califórnia, em Berkeley, Estados Unidos, para participar do programa literário Writer-in-residence (de abril a maio de 2002), que consistiu em recitar meus poemas e falar de poesia, para alunos do Departamento de Português (e também do de Espanhol, por cortesia deste poeta) da Universidade da Califórnia, e também da Universidade de Stanford. Tanto em Stanford quanto em Berkeley, deixei todos os ouvintes encantados com as declamações, e assustados com minhas idéias. Fui indicado pelo Ministério da Cultura do Brasil, que desenvolve este projeto literário em parceria com a Universidade da Califórnia.
XXXX Na Alemanha, onde o jornal Literatur Blatt München cognominou-me de Literaturwissenchaftler (cientista das letras), recitei e falei sobre a minha poesia no Departamento de Português da Universidade de Munique, a convite do professor e pesquisador de literatura erótica francesa, espanhola e portuguesa, Horst Weich, a quem fui apresentado por Graziela Romanha, professora brasileira que também ensina na mesma Universidade. Na Villa Waldberta, fiz amizade com Yuri Andrukhovych, da Ucrânia, Jana Bodnárová e Juraj Bartusz, da Eslováquia, entre outros.
XXXX Estou concluindo a tradução do livro infantil Was ich am See zu sehen bekam, da escritora eslovaca Jana Bodnárová, a partir da tradução alemã de Renata SakoHoess. Acho que, em português, o título pode ser: Visões do Lago Starnberger, ou Visagens do Lago Starnberger.
Sites do poeta:

Nenhum comentário: