* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

15/04/2012

Diluição

XXX Dedico este poema aos amigos do Tocantins

Se eu pudesse me diluir
no azul indizivel desse céu que me acolhe
E ser uma partícula apenas, livre para
me agregar ao essencial de cada ser,
Ah! eu seria completa.

Cada ente seria eu
(e não seria)
eles levariam  o meu eu,
(atônito e exultante)
por caminhos prenhes de inédito.


Os meus olhos se iluminariam e veriam,
ao mesmo tempo, multiplas paisagens.
Os rios correriam sinuosos
irrigando o cerrado, saciando
pessoas, animais. Ele agora
sacia os meus olhos.
Sinto-me farta e experimento
uma sensação estranha:
maravilhamento e paz.


Resta entoar um canto
louvando este tempo hibrido
Melodia ritimada, amena,
fugaz como um sopro de brisa
Quente como as promessas da alvorada.
Canto que, não por acaso, chamei
Presente.

Nenhum comentário: