* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

02/06/2012

A neta de Mery Wollstonecraft

Herdei de minha avó
O gosto por homens instáveis e
A fibra de quem não tem nada a perder
Lembro ainda dos seus olhos
Profundos e suicídas
De como ela gostava de se sentir asfixiada
Pelo trabalho e por coisas dolorosas
Quanto prazer lhe dava mergulhar os dedos
No abismo do tinteiro para depois
Macular as folhas sedosas e carentes de papel
Mulher de côrte e de cais
A sua pena traçou a minha sina
As bancas das esquinas, hoje, vendem exemplares
Do seu livro de miséria e solidão
(A preços populares)
Ah! se minha avó me visse agora
Quanto orgulho teria da sua linhagem
Mulheres mais rotas que alinhavadas
Condenadas a nunca se juntar
Irremediavelmente cindidas e secas
E orgulhosas como bestas que pastam
Em terrenos baldios.

(RenataBomfim)

Um comentário:

OFICINA DE IDÉIAS disse...

Oi, Renata:
Que bom que você também essa faceta de preocupação com o Meio Ambiente e a qualidade de vida. Também tenho essa faceta!.
Quanto as podas radicais aí em Vitória, também temos aqui em Serra. Quanto mais podarem as árvores mais as empreiteiras ganham.
Manguinhos, por exemplo, virou um cemitério de tocos de árvores, todas derrubadas, estranhamento, sob o patrocínio da própria Secretaria de Meio Ambiente...
Uma pena, amiga!
Leia o texto: ALÔ MUNDO: MANGUINHOS-SERRA/ES BRASIL no blog: theodianobastos.blogspot.com
Theodiano Bastos