* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

24/07/2012

a ilha

ai! como dói essa vontade de gritar
de sair por aí apagando as estrelas
prendendo com os dedos
as areias das praias da minha ilha.

Esse mar não me respeita
não sabe o que é limite, ameaça
me engolir inteira.

a minha ilha (que não é minha)
é cárcere e glória
guarda tudo o que mais amo:
as minhas pratas
os meus ouros e
as histórias de que sou feita.

mas, tudo está acenando como se
 mil mãos tivesse:
XXXXX XXXEnceno partir...

5 comentários:

Rafael Castellar das Neves disse...

Que profunda expressão de si, hein? Dolorido e muito bem colocado...gostei da cena toda e da descrição dos sentimentos!

[]s

Renata Bomfim disse...

Olá Rafael, obrigada pelo coment, fico feliz que tenha gostado do poema...
Fui no teu blog e gostei muito da tua escrita poética, aproveitei para votar no teu blog...
Serás sempre bem vindo no Letra e fel...
abraços
renata

Rafael Castellar das Neves disse...

Oi Renata! Muito obrigado, fico contente que tenha passado por ĺá e que tenha gostado...mais ainda que tenha votado!! Muito obrigado!!

[]s

Renata Bomfim disse...

Valeu poeta!
abraços dessa capixaba

Sonia Rita Sancio Lóra disse...

Ilha que acolhe o lado avesso de Renata. Perfeito.