* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

27/06/2013

Atenção florbelianos. A Universidade de Évora apresenta o livro "O espólio de um mito", sobre Florbela Espanca



Lançado pelas Edições Colibri, e com o apoio da Câmara Municipal de Vila Viçosa, o número 21 de Callipole – Revista de Cultura - reveste-se de um grande interesse para com os estudiosos da obra de Florbela Espanca.  Com coordenação de Ana Luísa Vilela, António Cândido Franco, Maria Lúcia Dal Farra e Fabio Mario da Silva, este número é dedicado ao espólio literário da grande escritora alentejana.

O volume reúne as intervenções do colóquio internacional "Florbela Espanca. O Espólio de um Mito", realizado em dezembro último em Vila Viçosa, da autoria de Nuno Júdice, António Carlos Cortês, Renata Bomfim, Anamarija Marinović, Derivaldo dos Santos, Chris Gerry, entre outros.

“Falar de Florbela é falar do que mais fundamente nos deslumbra e desconforta, nos intriga e nos comove. O volume que agora se apresentam constituem a prova da indesmentível acuidade do apelo florbeliano.

Reúne-se aqui a grande maioria dos textos apresentados no I Colóquio Internacional Florbela Espanca: O Espólio de um Mito, que teve lugar no Cineteatro Florbela Espanca, em Vila Viçosa, de 6 a 8 de dezembro de 2011 e que juntou, nesta cidade, grande número de leitores devotados, escritores, críticos, académicos. Outros textos ensaísticos e literários vieram entretanto juntar-se-lhes.

Este volume especial da Callipole tem, ainda, a honra de incluir dois textos inéditos das escritoras Lídia Jorge e Maria Teresa Horta. Cada uma a seu modo, ambas as autoras generosamente partilham conosco as suas relações com a obra e a voz de Florbela, em dois textos fascinantes pela argúcia e a intimidade crítica”. (Fonte)

Nenhum comentário: