* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

25/07/2013

Sonho da poeta



Sonhei escrever um poema 
Impossível, marcante e forte
Cujas letras estivessem prenhes de espírito
A musicalidade fizesse vibrar a carne e, o metro,
Reproduzisse a perfeição do infinito.

Sonhei que esse canto seria maior que eu,
E as mesquinharias que bem conhecemos,
Maior que as preocupações do dia a dia:
Um poema tremendo, inédito e extraordinário.

Mas como cantar a beleza bruta
Que se revela apenas em lampejos?
Como descrever esse isso
Com os olhos recobertos por escamas?

A formiga podou a roseira,
Dias depois, vi surgirem brotos e folhas,
Vi rosas e mais rosas desabrocharem,
Me calei!

A natureza escreveu o meu poema:
Traçou as linhas da roseira,
Metrificou o caminho da formiga,
E às rosas perfumadas,
Foram embaladas pelo ritmo do vento.

renatabomfim

Nenhum comentário: