* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

24/08/2013

Visitando Camões

Visita aos túmulo de Camões no Mosteiro dos Jerônimos

Leitor,
Você já viu algo mais poético que a morte? poético e triste! Calma, entenda minhas palavras, sou uma amante da vida, da luz, da alegria, mas, nada como a presença dessa aterradora e fascinante dama para nos mover os alicerces. A morte nos denuncia humanos, finitos, faltosos, ela revela a nossa precariedade. 
Bem, eu gosto de visitar meus poetas mortos. Já fui visitar Florbela Espanca, mais de uma vez no seu repouso final, em Vila Viçosa; fui à León (Nicarágua) também duas vezes visitar Rubén Darío e lá acariciei e consolei o leão que chorava. O pensador George Bataille disse que morte e o amor se avizinham, acho que eles são uma espécie de irmão sol e irmã lua, pois, ambos tem o poder de nos levar á dissolução completa, para que sejamos outras coisas, só assim (ou mortos ou amando) podemos estar para além de nós mesmos.
Interior da igreja
Fui visitar Camões: 
− Camões! tá de brincadeira! É você mesmo? que prazer cara! Olha, os Lusíadas é mesmo uma viagem, putz, e os seus poemas de amor... Eles não saem da minha cabeceira:


Amor é fogo que arde sem se ver;

É ferida que dói e não se sente;

É um contentamento descontente

É dor que desatina sem doer;


É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo amor? 


que coisa mais linda isso, meu chapa! Mas, convenhamos, eu soube da história, deixar a moça morrer afogada para salvar um livro? Olha o Karma, Camões, olha o Karma... conversamos mais sobre outros assuntos, Acho que Camões não liga muito pra esse negócio de glória, embora esteja sempre sob os holofotes. Bem, depois da visita ao grande poeta e ao seu vizinho, o não menos importante Vasco da Gama, fui dar uma volta pelo Belém, ver os monumentos, visitar uma exposição de arte moderna e, depois, comer um pastelzinho de Belém, ou melhor, uns pasteizinhos, os originais!
Até mais...
RB

Nenhum comentário: