* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

24/05/2014

O Rei da Espanha, Juan Carlos, concede ao poeta nicaraguense, presidente do Festival Internacional de Poesia de Granada, Sr. Francisco de Assis Fernándes Arellano, a "Orden Del Mérito Civil Del Reino De España"


Orden Del Mérito Civil Del Reino de España
Olá amigos,
compartilho com alegria a noticia de mais esta homenagem, merecida, prestada ao Sr. Francisco de Assís Fernándes Arellano, poeta nicaraguense, presidente do Festival Internacional de Poesia de Granada, do qual tive a honra de participar em 2012 e, em  2014, representar o Brasil.

O Festival Internacional de Poesia de Granada é um dos mais representativos eventos de poesia da atualidade, e reúne poetas de todos os continentes. Durante uma semana a poesia ganha as ruas, praças, igrejas, escolas nicaraguenses, e os poetas são levados aos município para ler seus escritos, sempre recepcionados com o maior carinho pela população. É extraordinário comprovar o quanto a poesia é apreciada e cultivada na Nicarágua. A cidade de Granada é o palco da Festa e encanta: a sua arquitetura colonial conjugada com todas as comodidades contemporâneas, cativa a todos os seus visitantes. 

Uma recordação da minha participação no Festival Internacional de Poesia de Granada, ao lado do Sr. Chichi, e tendo ao fundo o grande homenageado da festa, o poeta Rubén Darío (cuja poesia pesquiso no meu doutorado na UFES). Guardo no coração o carinho dos amigos nicaraguenses .
Para mim, um dos pontos altos da festa se chama "microfone aberto", espaço interativo no qual poetas renomados, poetas iniciantes, e pessoas do povo que cultivam a poesia por gosto, leem os seus poemas. Vale destacar também, a singularidade do Carnaval poético, quando se reúnem para celebrar a poesia, tanto os poetas convidados, quanto as pessoas vindas de várias localidades do país. Uma festa que apresenta ao mundo a riqueza da cultura nicaraguense e o amor desse povo pela poesia.

O Festival Internacional de Poesia de Granada reúne poetas de variadas gerações, e é um espaço propício para a troca de ideias, o intercâmbio cultural, e a celebração dessa arte milenar que resiste (em um mundo dominado pela prosa) em encantar o mundo. Vinculada à apresentação dos poetas, há recitais que reúnem centenas de pessoas, bem como, shows musicais, de dança, jantares e reuniões de boas vindas e acolhimento, enfim, é uma festa poética feita para não ser esquecida.

Na última edição do Festival (2014) ficamos sabendo que esse passa por dificuldades financeiras, especialmente por seu caráter eminentemente poético e democrático. A realização desse grande evento acontece graças ao apoio de algumas embaixadas, em especial as da Espanha e dos Estados Unidos, de empresas, de organizações apoiadoras. Aqui me vêm à mente as palavras do sábio Alfredo Bosi, pensador brasileiro: "A poesia resiste à falsa ordem que é, a rigor, barbárie e caos". Na frente desse embate para que o Festival de Poesia de Granada aconteça e seja o que há de melhor, está o Sr. Francisco de Assís Fernándes Arellano, "Chichi" como é chamado carinhosamente. Ao lado desse poeta atuante está Glória Gabuardi, sua esposa, amiga, (também poeta) e companheira de luta. E eles não estão sós, contam com o apoio de poetas nicaraguenses como Ernesto Cardenal, Gioconda Belli, Blanca Castellón, Nicásio Urbina, Fernando López, Victor Echevaria, e com o trabalho de estudantes, voluntários, entre outros. 

Sr. Francisco de Assís Fernández Arellano, Sra. Glória Gabuardi, com familiares a amigos.

Bem, como afirmei, essa homenagem prestada pelo Rei de Espanha ao Sr. Francisco de Assís Fernández Arellano é merecida e, de certa forma, nos sentimos todos homenageados, porque o Festival de poesia de Granada não é mais, apenas, da Nicarágua, é de todo o mundo,é de quem ama a poesia, é um presente que o povo nicaraguense dá aos países amigos quando abrem os braços e convidam para a festa.
Parabéns Sr. Chichi, ao Sr. e a todo o povo nicaraguense.
Abraço carinho dessa poeta capixaba e amiga
Renata Bomfim


*Confira a reportagem no La Prensa
.

Nenhum comentário: