* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

08/03/2015

Feliz Dia Internacional da Mulher (Letra e fel)


A todas as leitoras e colaboras do Letra e fel,
desejo um 8 de março cheio de alegrias!

Para celebrar esse dia publico dois poemas antológicos dedicados à mulher, um por FLorbela ESpanca e outro por Gilka machado, e para equilibrar a conta um poema do meu amigo e tradutor Pedro Sevylla de Juana.
Abraços fraternais,
Renata Bomfim


Ser Mulher
(Gilka Machado)

Ser mulher, vir à luz trazendo a alma talhada
para os gozos da vida, a liberdade e o amor, 
tentar da glória a etérea e altívola escalada, 
na eterna aspiração de um sonho superior...

Ser mulher, desejar outra alma pura e alada 
para poder, com ela, o infinito transpor, 
sentir a vida triste, insípida, isolada,
buscar um companheiro e encontrar um Senhor...

Ser mulher, calcular todo o infinito curto 
para a larga expansão do desejado surto, 
no ascenso espiritual aos perfeitos ideais...

Ser mulher, e oh! atroz, tantálica tristeza! 
ficar na vida qual uma águia inerte, presa 
nos pesados grilhões dos preceitos sociais!


Mulher
(Florbela Espanca)

Um ente de paixão e sacrifício,
De sofrimento cheio, eis a mulher!
Esmaga o coração dentro do peito,
E nem te doas coração, sequer!

Sê forte, corajoso, não fraquejes
Na luta: sê em Vénus sempre Marte;
 Sempre o mundo é vil e infame e os homens
 Se te sentem gemer hão-de pisar-te!

Se à vezes tu fraquejas, pobrezinho,
Essa brancura ideal de puro arminho
Eles deixam pra sempre maculada;

E gritam então vis: "Olhem, vejam
É aquela a infame!" e apedrejam
 a pobrezita, a triste, a desgraçada!



Ser hombre 
(Pedro Sevylla de Juana)

Ser hombre, mujer, es comprenderte
es saber que puedes curar cualquier herida.
Ser hombre, mujer, es necesitarte
es conocer que posees la llave de la vida,
es alcanzar la eternidad en una noche
al recibir de tus labios la ambrosía.

Ser homem 
(Traduçao do autor)

Ser homem, mulher, é compreender-te
é saber que podes curar qualquer ferida.
Ser homem, mulher, é precisar-te
é conhecer que possuis a chave da vida,
é atingir a eternidade numa noite
ao receber de teus lábios a ambrosia.


El Escorial, 8 de marzo de 2015

Nenhum comentário: