* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

22/01/2017

[FIPG 2017] XIII Festival Internacional de Granada, na Nicarágua, em homenagem a Manolo Quadra e Roque Dalton e celebração dos 150 anos de nascimento de Rubén Darío


Amigos leitores,

Entre os dias 12 e 18 de fevereiro de 2017 vai acontecer o XIII Festival Internacional de Poesia de Granada, na Nicarágua. Esse ano o evento irá homenagear os poetas Manolo Quadra (Nicarágua) e Roque Dalton (San Salvador), bem como, celebrará os 150 anos de nascimento do "pai das letras castelhanas", o poeta nicaraguense (meu poeta do coração), Rubén Darío. 

Tive a honra de representar o Brasil duas vezes, em 2014 e 2016, nessa grandiosa festa que celebra a poesia como instrumento de promoção da paz e união entre os povos. Sou muito agradecida ao povo nicaraguense pelo carinho, pela acolhida e por essa oportunidade singular de ampliar a rede de relacionamento com poetas de variados países, especialmente da América Latina. Posso assegurar que esse é um acontecimento INESQUECÍVEL para pessoas que amam a cultura e, especialmente, a poesia. 

Muitos são os motivos que fazem da Nicarágua a capital Latino-americana da poesia, um dos que mais me encanta é a vocação do seu povo para a arte. Na Nicarágua, ser poeta é ser reconhecido como alguém especial, alguém que possui uma contribuição singular a fazer ao mundo. As pessoas se interessam pelos textos, pedem que o poeta leia seus poemas e o escutam com interesse, comentam e, geralmente, pedem um autografo. Essa mesma atenção vejo sendo dispensada, também, aos artistas plásticos e músicos. 

A Nicarágua possui, também, outros atrativos como uma arquitetura colonial preservada, que possibilita um passeio pela história, a produção de variados artesanatos como cerâmicas e bordados e uma natureza diversificada com vulcões, lagoas vulcânicas, o maior lago da América Latina (o Cocibolca), o lago Xolotlan, praias reconhecidas por sua beleza e é paraísos para os surfistas. 

Durante a FIPG acontece o Carnaval Poético, um evento que reúne as comunidades nicaraguenses desvelando aos turistas a beleza de tradições locais como El Gueguense, reconhecida como sendo a primeira manifestação teatral da América Latina. 

Esse ano estão confirmados 111 poetas de 61 países do mundo e representarão o Brasil a poeta Francesca Cricelli e o poeta Antônio Miranda, amigo querido que esteve comigo na FIPG em 2014. Estou certa que estamos muito bem representados. 

Deixo à Junta diretiva e ao comitê organizador da FIPG o meu carinho, especialmente ao Presidente do Festival, o amigo poetas Francisco de Asís Fernádez Arellano e a sua esposa Glória Guabardi, Secretária executiva, assim como aos amigos Nicasio Urbina, Fernando Lópes, Pedro Xavier Solís, Anastasio Lovo, Salomón Alarcón, Arnulfo Agüero, Humberto Avilés, Silvio Ambrogi, Jaime Serrano, Álvaro Rivas, Giocanda Belli e Blanca Castellón, enfim, todos recebam o meu abraço fraternal.

Desejo que esse XIII Festival Internacional de Poesia de Granada repita o sucesso dos anos anteriores, e que a poesia possa derrubar os muros do ódio e da intolerância e que se torne uma ponte ligando pessoas de variadas etnias e culturas. 
Viva a FIPG, Viva Granada! QUE VIVA LA POESIA! 

Abraços fraternos
Renata Bomfim
poeta brasileira

Nenhum comentário: