* Hello, my friends! welcome to letra e fel! If you like this space, please share it with your friends.
* Dzień dobry, drogi czytelniku, witaj w blogu Letra e Fel! Dziękujemy za wizytę. Jeśli nasz blog ci sie spodobał, poleć go swoim znajomym.
*!Hola! , amigo lector. Sea bienvenido y si le gustó mi blog, recoméndelo a sus amigos!
*Cher lecteur, soyez le bienvenu! Veuillez conseiller notre blog à vos amis si vous l'avez aimé. Merci beaucoup!

11/08/2019

Brazil

Minha terra, meu amor,
Quantas saudades de ti, senti,
Lá em Madri.
Era verão, 2013, e eu andava sem rumo,
Embriagada pela ilusofonia.
Fui atrás do Rubén Darío, o bardo beberrão e sensual,
Dei um rolezinho com a Florbela, em Évora.
Eu, uma poetisa capixaba, anônima como os pombos
Da Puerta del Sol.
Nessa época, escrevi um poeminha apaixonado,
Tão sincero, para ti,  meu Brasilzinho,
A saudade doía. Nele, cantei tuas belezas
Reconheci ser parte de ti e, tu, o meu sangue e carne.
Fiquei chocada, um dia, em Madri,
Quando vi, nos muros de uma universidade,
Um picho convidando para um encontro pro nazi.
Fiquei horrorizada, indignada, muito puta da vida.
Isso me lembra que um homem me abordou, em uma feira de livros
Em Portugal, queria pagar pelos meus montes, prados e matas.
Lembrei o sujeito que não estávamos em 1500.
Ironicamente, eu acabara de comprar um livro de freira:
Cartas portuguesas e de ler as Novas Cartas Portuguesas.
Voltei para ti, pátria e, vejam só, um tempinho depois, logo, logo,
Eis que ascende ao Planalto Adolfinho e seu secto bizarro.
Ah! terrinha querida,
Foste sequestrada por uma quadrilha
Perversa, sanguinária,
Malditos incendiadores do futuro.
Agora, o meu corpo de mulher luta para não se reduzido
A cinza, pó e nada e a tupiniquim que me habita 
Grita, luta e exige justiça.
A Mata e os animais, que amo mais que a mim mesma,
Estão sendo dizimados.
A morte se instalou no teu seio como um câncer.
Pátria armada, salve, salve!
Não, não espero que me salvem.
Ensaio movimentos plurais e sinuosos de sobrevivência. 
Pátria estuprada, aviltada. 
Terra de desamparados, marginalizados e oprimidos. 
Brazil. 


RB- Vix, 11-08-2019

4 comentários:

Anônimo disse...

Estou apaixonada pelo poema!
Tudo Para o Seu Casamento Árabe, São Paulo - SP

Anônimo disse...

Adorei!
Utilizado em Eventos Backdrop, São Paulo - SP

Anônimo disse...

Excelente,muito bem feito!
Utilizado em Banheiro Planejado, São Paulo - SP

Pedro disse...

No sabes cuánto ha cambiado Madrid...
y Europa. Lloro por España, por Europa, por Brasil, mi segunda pátria.
Lloro por el género humano. Y por los animales y las plantas.
Lloro por las piedras quemadas.
Lloro por el fuego hasta apagarlo.